Instantes de Passagem – Prêmio Iberescena

A velhice poderia ser a suprema solidão,
não fosse a morte uma solidão ainda maior.
Jorge Luis Borges

O projeto Instantes de Passagem, premiado pelo edital Iberescena de Co-produção de espetáculos, segue em residência artística na Cidade de Itajaí até o dia 07 de agosto. Estão reunidos em processo de finalização de espetáculo desde 10 de julho no espaço “Itajaí Criativa” a Cia Mestre Lunas (Valparaío – Chile), Gabriela Clavo y Canela (Mendoza – Argentina) e Eranos Círculo de Arte (Itajaí – Brasil). O projeto prevê a criação de um sexteto internacional de caixas de teatro lambe-lambe inédito tendo o instante da morte como tema. A morte é um tema universal, e será abordada no sexteto através de narrativas inspiradas em histórias íntimas do contato com o instante da passagem de cada caixeiro, contadas em segredo para uma pessoa por vez. A estreia do sexteto acontecerá em Itajaí no dia 08 de agosto as 15h no calçadão Hercílio Luz, como parte do evento Provocações Urbanas.

O teatro lambe-lambe nasce de um momento de intimidade, criado pelas brasileiras baianas Ismine Lima e Denise di Santos, sua primeira caixa retratava o momento do parto, um momento tão íntimo que só poderia ser visto por uma pessoa por vez. Assim como o nascimento, a morte é um momento sagrado e íntimo e que faz juz à estética do teatro lambe-lambe de não ser apresentado para uma multidão, mas para uma pessoa por vez. Como um segredo, um instante único e delicado, que só pode ser presenciado por um único olhar. INSTANTES DE PASSAGEM, é um conjunto de 6 caixas de teatro lambe-lambe que trata do momento de passagem da vida para a morte. Esse momento íntimo e peculiar do último suspiro, em que a vida orgânica cessa. Cada caixa do sexteto trará uma abordagem diferente e particular para este tema universal.

O sexteto de caixeiros/ criadores é formado por Luciano Bugmann, Claudia Rojas Lara, Gabriela Céspedes, Sandra Coelho, João Freitas e Leandro Maman. A trilha sonora original será de Emilio Juarez, assessoria antropológica de Daniela Núñez, assessoria cenográfica de Gabriela Bizon, produção executiva por Sandra Coelho, direção de dramaturgia por Luciano Bugmann e direção geral por Leandro Maman.

O Projeto é patrocinado pela FUNARTE e Governo Federal através do edital Iberescena – prêmio de co-produção de espetáculos Ibero-Americanos das Artes Cênicas, e conta com o apoio de Itajaí Criativa Residência Artística.

FaceInstantesdePassagem

DaEsq-para-Dir---Joao-Freitas---Gabriela-Cespedes---Claudia-Rojas-Lara---Luciano-Bugmann---Sandra-Coelho---Leandro-MamanWeb